ZÉ RAMALHO – trechos


"Eu entendo a noite como um oceano
Que banha de sombras o mundo de sol
Aurora que luta por um arrebol
Em cores vibrantes e ar soberano
Um olho que mira nunca o engano
Durante o instante que vou contemplar

Além, muito além onde quero chegar
Caindo a noite me lançou no mundo
Além do limite do vale profundo
Que sempre começa na beira do mar"

 

Esse post foi publicado em Poesias de Outros Autores e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.