Arquivo da tag: BLOG DE POESIA

Círculo de Amizades


“Eu? Eu faço parte do seu círculo de amizades, nada mais. Sou um privilegiado a receber as vezes um sinal de vida teu, um telefonema, uma carta, um encontro casual. Eu? Eu faço parte do seu círculo de amizades, alguns … Continuar lendo

Publicado em Poesias de Outros Autores | Marcado com , , , , , ,

ZÉ RAMALHO – trechos


"Eu entendo a noite como um oceanoQue banha de sombras o mundo de solAurora que luta por um arrebolEm cores vibrantes e ar soberanoUm olho que mira nunca o enganoDurante o instante que vou contemplar Além, muito além onde quero … Continuar lendo

Publicado em Poesias de Outros Autores | Marcado com , , , , , , , ,

A DESEJADA


CRISTOPHER S. CHAVES – 11/03/2010                 Quantas vezes na angústia Que sem dó me tortura e sufoca O sofrimento invoca O teu suave nome Quão ansioso a espero Sinto sua presença Como um … Continuar lendo

Publicado em Minhas Poesias | Marcado com , , , , , , , , , ,

SER DIFERENTE


  “Eu faço parte de um grupo de pessoas que não faz escolhas óbvias Enquanto a maioria quer o que é Modinha Eu quero o que dá vontade Enquanto a maioria vai onde todo mundo vai Eu vou onde é … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Marcado com , , , , , , , , ,

POBRE MISÉRIA


Cristopher de S. Chaves 27/12/2009   Por que  camisa da Triathlon se minha Hering tem furos nas axilas e a costureira vive a me cobrar o reparo no meu calção? Um novo Timberland? Preciso de cadarços novos pro meu Bamba! … Continuar lendo

Publicado em Minhas Poesias | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 Comentário

Brasileiro – “Um povo imbecilizado”


Guerra Junqueiro, 1896.    Brasileiro Um povo imbecilizado e resignado, humilde e macambúzio, fatalista e sonâmbulo, burro de carga, besta de nora, agüentando pauladas, sacos de vergonhas, feixes de misérias, sem uma rebelião, um mostrar de dentes, a energia dum … Continuar lendo

Publicado em Poesias de Outros Autores, Uncategorized | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , ,

BRASILEIRO – POVINHO DE MERDA


O país perdeu a inteligência e a consciência moral. Os costumes estão dissolvidos e os caracteres corrompidos. A prática da vida tem por única direção a conveniência. Não há princípio que não seja desmentido, nem instituição que não seja escarnecida. … Continuar lendo

Publicado em Poesias de Outros Autores | Marcado com , , , , , , , , , ,